Seu navegador não suporta JavaScript!
pt en

Acessibilidade

Loading...

Itaú Asset estrutura segundo fundo para investir em ativos judiciais
Itaú Algarve Legal Claims II terá em sua carteira um portfólio composto por 15 a 20 ativos

A Itaú Asset está lançando seu segundo fundo especializado em Legal Claims, segmento de produtos de investimentos alternativos focado em créditos ligados a processos judiciais públicos e privados. O Itaú Algarve Legal Claims II é voltado para investidores profissionais e apresenta características semelhantes ao primeiro fundo dessa família, que foi lançado em 2022, de forma que o valor a ser alocado nessas oportunidades de investimentos busque uma performance dentro da faixa IPCA+15% a IPCA+20%, líquido. O novo fundo terá em sua carteira um portfólio entre 15 e 20 ativos, composta principalmente por cessão de direitos creditórios com deságio e instrumentos de dívida lastreados por direitos creditórios. Boa parte dos ativos, inclusive, já está em fase de due dilligence. O prazo é de sete anos, com possibilidade de prorrogação por mais 3, a critério do gestor para o processo de desinvestimento. A taxa de administração é de 2,0%, e a de performance é de 20% do que exceder IPCA+8% ao ano. O tamanho do novo produto deve ser superior ao do Itaú Algarve Legal Claims I CP FIM, que captou R$300 milhões, embora atualmente conte com R$475 milhões em ativos, incluindo co-investimentos oferecidos aos cotistas no momento que foram identificadas oportunidades posteriores que ultrapassaram os limites de concentração do fundo. “O Itaú Algarve Legal Claims II trabalhará com uma classe de ativos não-correlacionados com os demais do mercado financeiro, com histórico de retorno resiliente ao tempo e comparável a investimentos em private equity, mas com duration menor”, destaca Sergio Goldstein, sócio e responsável pela área de crédito estruturado da Itaú Asset.

“Nosso diferencial para oferecer essa oportunidade é a habilidade em encontrar os ativos com alto grau de certeza do Direito e estruturar transações com viés de proteção de capital e cenários conservadores de prazo para recebimento”, diz ele. HISTÓRICO A vertical da Itaú Asset focada na classe legal claims teve início dentro da gestora em 2022, quando foi lançado o Itaú Algarve Legal Claims I CP FIM, na esteira da formação Corporativo | Interno da parceria com a Algarve Capital, casa especializada nesse segmento e com a qual há um acordo de exclusividade entre as partes para atuação nesse ramo. Essa frente foi mais uma inovação dentro do modelo Multimesas da Itaú Asset, estrutura que reúne times com estilos complementares e independentes que contribuem para o resultado e performance de fundos em comum, e que também podem desenvolver seus próprios produtos. A Algarve tem a liderança de David Norgren e Daniel Cardoso, que combinam entre si larga experiência em escritórios e assets de destaque no mercado brasileiro, incluindo – no caso do Daniel – passagem pela Gávea Jus, gestora especializada em ativos judiciais e que fazia parte da estrutura da Gávea Investimentos.

Comunicação Corporativa – Itaú Unibanco imprensa@itau-unibanco.com.br Disclaimer Este documento representa material publicitário do Itaú Algarve Legal Claims II e de sua oferta. O investimento no fundo é um investimento de risco. É recomendada a leitura completa do regulamento e dos documentos da oferta antes de investir, os quais podem ser encontrados no seguinte endereço: https://www.itau.com.br/investimentos/fundos/informacoes-cotistas.

Rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Os investimentos em fundos não são garantidos pelo administrador, pelo gestor, ou por qualquer mecanismo de seguro ou pelo Fundo Garantidor de Crédito – FGC.**

...